Das Filhas da Caridade na ONU

As Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo trabalham nas Nações Unidas para influenciar políticas que afetam as pessoas que sofrem pobreza, injustiça, sofrimento ou exclusão. O seu serviço chama-as a envolverem-se em questões como os sem-abrigo, tráfico de pessoas, erradicação da pobreza, preocupações indígenas, alterações climáticas, migração e muito mais. Tal como a Comunidade, as Nações Unidas estão empenhadas em "não deixar ninguém para trás". Através desta série de documentos mensais, esperamos mostrar as ligações entre as perspectivas das Nações Unidas, da Comunidade e da Igreja sobre questões importantes, e estimular a reflexão ou a ação sobre elas…

Último artigo

Nosso planeta ainda está no pronto-socorro

Na abertura da Cúpula de Implementação Climática da COP27 em Sharm el-Sheikh, Egito, o Secretário Geral da ONU, António Guterres, pediu um pacto histórico entre países desenvolvidos e em desenvolvimento para unir forças e orientar o mundo para reduzir as emissões de carbono, transformar os sistemas energéticos e evitar uma catástrofe climática.

"A humanidade tem uma escolha a fazer: cooperar ou morrer. É um pacto de solidariedade climática ou um pacto de suicídio coletivo", disse o Secretário-Geral da ONU aos mais de 100 líderes mundiais reunidos para o primeiro plenário oficial da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática.

Há 8 bilhões de pessoas na Terra. Mas esta não é a causa da mudança climática, dizem os cientistas. Não é o número de pessoas, mas "o modo como vivemos", diz Katharine Hayhoe, da Nature United.

Este ano, na preparação para a COP27, a ONU pediu espaços inclusivos para a sociedade civil: "Eles enfatizaram o papel essencial da sociedade civil na promoção da ação climática e exortaram o Egito a garantir uma participação segura e significativa na conferência, inclusive para grupos independentes".

Apesar dos desafios apresentados, as diversas denominações religiosas fizeram ouvir suas vozes organizando mais de 40 eventos paralelos, meditações, discursos e ações para aumentar a ambição e a consciência para nossa casa comum. As Irmãs Católicas estavam entre milhares de ativistas exortando os líderes mundiais a se comprometerem a reduzir as emissões e financiar as perdas e danos causados pela mudança climática no Sul global.

Os jovens estavam no centro das atenções e receberam maior destaque na COP27. O Secretário Executivo da ONU para a Mudança Climática prometeu exortar os governos não apenas a ouvir as soluções propostas pelos jovens, mas a incorporá-las na política e na tomada de decisões. Os jovens fizeram ouvir suas vozes através do pavilhão único dedicado às crianças e jovens e do primeiro Fórum Climático liderado por jovens.

Até 2050, cerca de 216 milhões de pessoas poderão ser deslocadas pelas mudanças climáticas. Os países das ilhas do Pacífico estão lutando para garantir seu futuro antes que o aumento do nível do mar os engula. Eles estão na vanguarda da crise climática, apesar de contribuírem com menos de 0,03% do total mundial de emissões de carbono. E para contornar as condições calamitosas causadas pela mudança climática, eles estão tomando medidas desesperadas para salvaguardar sua existência. Um país é mais do que sua terra, um país é seu povo, sua natureza, sua cultura, suas tradições, sua história e sua capacidade de governar a si mesmo como uma nação. Mas sem um território soberano para se manter, um país pode continuar a existir?

A Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP27) concluiu com uma decisão histórica de estabelecer e operacionalizar um fundo para perdas e danos. Entretanto, nem a migração nem a recolocação foram abordadas na COP27. Além disso, o compromisso de "eliminar gradualmente os combustíveis fósseis" parecia condenado depois que os países produtores de petróleo se opuseram a ele. Para saber o que pode ser feito para ajudar a combater a crise climática, visite:

https://www.unep.org/interactives/things-you-can-do-climate-emergency/

Irmã Michelle Loisel, FC

Das Filhas da Caridade na ONU archives