Seguiram Jesus: o envio em missão

Na manhã de 11 de Julho, na Capela, a decoração aos pés do altar recordou-nos o apelo dos primeiros discípulos: “Deixando tudo, eles seguiram Jesus”.

Este mesmo apelo ressoa ainda hoje, como nos lembra a canção de entrada!

Cristo hoje chama-vos

Cristo envia-vos hoje!

Vive o Senhor que nos ama

Deus dá-nos a sua alegria!

Chamadas a serem missionárias “ad gentes”, as nossas duas irmãs, Anna e Martha, são sobretudo discípulas de Jesus a quem serviram nos seus irmãos pobres nas suas respectivas províncias. O passo que dão, em confiança, é assinalado sobretudo pela entrega da Cruz Missionária após a proclamação do Evangelho.  Abençoada pelo Padre Bernard, a Irmã Françoise deu-lhe, expressando que são enviadas pela Companhia. Muito fraternalmente, a Ir Françoise virou-se para nós e apresentou-nos as nossas duas Irmãs! Os nossos calorosos aplausos expressaram o nosso alegre acolhimento da sua abordagem e o nosso empenho em apoiá-las especialmente com a nossa oração!

Durante a oração universal, rezada pela Irmã Thérèse, a nossa Irmã Conselheira Geral para África, a nossa primeira intenção foi para a Igreja e, na festa de São Bento, co-patrono da Europa, pedimos a graça dos nossos líderes para serem artesãos de verdadeira paz e justiça ativa. Nesta época festiva, rezámos especialmente por aqueles que estão sozinhos e que sentem ainda mais a dor de serem abandonados. Também renovámos o nosso compromisso de cuidar da nossa casa comum em solidariedade com tantas vítimas inocentes do aquecimento global. E demos graças pelo generoso presente das famílias das nossas Irmãs e intercedemos pelas suas províncias de origem e por aqueles que as acolherão.

Pela procissão de oferendas louvamos a Deus a um ritmo africano.

Tudo vem de Deus, tudo é para Deus.

Aproximemo-nos do seu altar com gratidão

Pelos presentes recebidos d’Ele:

A vela: Jesus nossa Luz, aquele que o segue não caminha nas trevas

A Bíblia: as palavras de Deus são espírito e vida

O documento interassembleia e o desejo renovado de viver os compromissos assumidos

O globo e todos os pobres que nos esperam em todo o mundo

O pão e o vinho: o Cordeiro morto que se dá a si próprio como alimento.

Após a comunhão, as nossas Irmãs vietnamitas expressaram a presença da Ásia no canto de acção de graças.

E contemplámos Maria na canção final.

Maria, testemunha da esperança

Para o Senhor ressuscitastes, entre o povo do Pacto

Dá-me o sinal para ir em frente

Sempre mais longe, sempre mais longe!

O envio em missão ad gentes é sempre, para nós, um momento de grande emoção e um tempo de graça: um lembrete da nossa vocação missionária onde quer que seja para ser vivida!

Ir Rosa Maria e Ir Maïté

Artigos semelhantes

Santa Luísa - USA

Selado com os Votos

Em Junho, as Filhas da Caridade nos Estados Unidos da América reuniram Irmãs com menos de 10 anos de vocação

Ler mais…