A Coreia assume o desafio do Superior Geral

Quando Pe. Tomaz Mavrič, CM, Superior Geral, visitou a Coreia em 2019, ele introduziu a Campanha das 13 Casas e encorajou a Família Vicentina na Coreia a trabalhar para seu sucesso. Após sua visita, o Conselho da Família Vicentina, a Coreia convidou os ramos da Família Vicentina a assumirem este projeto, mas devido à pandemia do coronavírus 19, os membros não puderam participar ativamente.

Em 2020, o Conselho da Família Vicentina teve uma reunião e convidou as Filhas da Caridade do Santuário de Santa Luísa que cuidam de mulheres migrantes, vítimas de violência doméstica, para compartilhar sobre sua missão. Estas mulheres estão em uma situação extremamente difícil que foi agravada pela pandemia, pois vivem dentro dos muros do Santuário e não podem sair para trabalhar. Além disso, após atingir o número máximo de 2 anos de permanência no Santuário, elas devem sair e procurar um lugar e se sustentar. Uma delas, uma mulher com seu bebê, se encontrava nesta situação.

Esta senhora e seu bebê tiveram que deixar o Santuário, mas as Irmãs, vendo que esta mãe e esta criança não tinham nenhum meio financeiro, facilitaram o processo para que se tornassem as recetoras da primeira das 13 Casas. As Irmãs deram um passo adiante e ajudaram-na a encontrar um emprego! Agora, ela está trabalhando enquanto o bebê está em uma creche. Ela cobre as despesas com alimentação, água, eletricidade, telefonia celular, etc.; as Irmãs também a ajudaram a conseguir um subsídio do governo para as despesas da creche. Hoje, podemos dizer que ela está “consciente da sua própria dignidade e a tornarem-se agentes da sua própria promoção.” (cf. C.24e). Graças a DEUS e graças à nossa Família Vicentina!

Artigos semelhantes

Médio Oriente

A ternura de Deus

Os seis países da província do Médio Oriente têm as suas raízes na Bíblia: “Ciro, rei da Pérsia [IRÃO dos

Ler mais…