Tripla Bênção de Junho

A Província de Santa Luísa de Marillac – Ásia esperou com alegria o mês de Junho ao antecipar abundantes bênçãos, três das quais chegaram em “cores do arco-íris”.

O dia 31 de Maio marcou o início do mês de Junho com a designação da Irmã Maria Ana Rosário G. EVIDENTE como Visitadora por mais 3 anos. Em meio à incerteza política, económica, social e aparente desesperança nos acontecimentos mundiais, isto trouxe uma esperança incomparável e um sentido de continuidade e compromisso para a Província.

A 4 de Junho é o 6º aniversário da Província após a sua reconfiguração: uma Província, nove países. Ao elevarmos os nossos corações em ação de graças pelo amor e misericórdia de Deus, também O louvámos por nos ter enviado um novo Diretor Provincial, P. Gerardo VIBAR, CM.

No dia 21 de Junho, num sopro de oração, após o cancelamento do horário original do voo, as Irmãs estavam no átrio da Casa Provincial nas Filipinas, enquanto dávamos as boas-vindas à meia-noite à Irmã Françoise PETIT, Superiora Geral. Irmãs representando as do Japão, Coreia do Sul, Tailândia, Laos, Camboja, Papua Nova Guiné, Taiwan, China e das diferentes regiões das Filipinas juntaram-se à Irmã Françoise enquanto ela oferecia um ramo de flores à Santíssima Virgem e cantava o seu Magnificat!

A Ir. Françoise pôde visitar apenas algumas Comunidades e a sua missão nas Filipinas; duas memoráveis foram a Aldeia da Família Vicentina Anislag e a Aldeia “Ati”.

Anislag foi um projeto liderado pelas Filhas da Caridade em colaboração com a Sociedade de São Vicente de Paulo, os outros membros da Família Vicentina de várias maneiras, e a Associação de Superiores Maiores Religiosos nas Filipinas, que visava construir casas para 330 famílias que perderam entes queridos, casas e quintas durante o tufão devastador em 2006. Hoje em dia, é uma Comunidade de fé auto-suficiente.

A Aldeia “Ati” é uma terra ancestral profundamente disputada e duramente conquistada do Povo Indígena chamado Ati. Três Filhas da Caridade continuam a viver nesta aldeia com os Ati, lutando com eles enquanto reivindicam aquilo que é seu por direito: terra, rendimento e vida.

A Ir. Françoise foi também testemunha de duas celebrações: o jubileu de prata de 6 Filhas da Caridade e a passagem à vida eterna da Ir. Francisca SANCHEZ.

A Ir. Françoise saiu das Filipinas a 28 de Junho e viajou para Coreia onde visitou o Centro de Serviço Social de Bono, cujos principais serviços incluem a creche para idosos (alimentação e atividades recreativas) bem como o acompanhamento de famílias migrantes que visa facilitar a sua inserção na comunidade coreana (atividades socioculturais, culinária e estudos linguísticos). O Santuário de Santa Luísa é um lar para esposas e filhos que sofrem violência por parte dos maridos coreanos.  O Lar, em colaboração com o governo, proporciona acompanhamento psicológico, cultural, sanitário e jurídico. A última visita foi ao Lar de S. Vicente, uma instituição para pessoas idosas; propriedade das Filhas da Caridade, passou os padrões do governo e goza do apoio do governo.

A homilia do Pe. Gerardo na solenidade de S. João Baptista pode muito bem resumir o que a presença da Irmã Françoise significou para a Província:

“Irmã Françoise, perdoe a minha audácia, mas deixe-me dizer o seguinte às nossas Irmãs da Província de Santa Luísa de Marillac-Asia: nestes dias, um anjo do Senhor está a visitar-vos (…). Ela vem com uma mensagem de Deus. (…) estamos verdadeiramente cheios de alegria e alegria com a vossa visita e esperaremos mais da vossa mensagem e a de Deus para nós”.

Artigos semelhantes

Santa Luísa - USA

Selado com os Votos

Em Junho, as Filhas da Caridade nos Estados Unidos da América reuniram Irmãs com menos de 10 anos de vocação

Ler mais…